Pesquisar

Mostrando postagens com marcador brasil. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador brasil. Mostrar todas as postagens

30/01/2015



Exclusivo


Capixaba de 114 anos pode ser a mulher mais velha do mundo 


A equipe da TV Vitória descobriu em Afonso Cláudio/ES,
a mulher mais velha do Espírito Santo, e de acordo com alguns institutos dona Júlia pode ser a mulher mais velha do País 


Folha Vitória Redação Folha Vitória



Dona Júlia mais de cem anos e muita vitalidade
Foto: TV Vitória
Uma sugestão de um leitor do Blog É Logo Ali surpreendeu a jornalista Letícia Vieira, que tinha acabado de fazer uma matéria sobre o município de Afonso Cláudio. Segundo ele, a jornalista tinha de ir conhecer uma senhora centenária, dona Júlia Maria Francisco Simão, de 114 anos. 
Dois meses de muita pesquisa, viagens e muita emoção, a equipe da TV Vitória foi para o município conhecer a vaidosa senhora, que faz questão de usar anéis, colares, passar batom e receber as visitas andando sozinha sem ajuda do andador ou da cadeira de rodas, mesmo com a locomoção bem reduzida por conta da idade. 
“É impressionante, ela é muito vaidosa e faz questão de se arrumar, tem muita vitalidade e força”, afirmou Letícia.
Dona Júlia mora sozinha em uma casa pequena, foi casada duas vezes e não teve filhos. Segundo o seu documento mais antigo, uma certidão de batismo feita na cidade de Castelo, seus 114 anos são comprovados. Ela tem todos os outros documentos que provam sua idade, e impressionaram a equipe. Apesar de viver só, a senhorinha conta com a ajuda de algumas pessoas que fazem suas compras no mercado. Ela tem também a companhia de uma moça que a ajuda a tomar banho, arruma a casa e cozinha para ela.
A história de dona Júlia emocionou toda a equipe, inclusive os jornalistas Letícia, Thiago Bruniera, e Hozana Fraisllben que se empenharam para produzir esse material. “Foi incrível. Conversando com ela a gente tem outras emoções que foram aflorando. Vê com uma vida tão simples e cheia de saúde é surpreendente", contou Letícia.



Confira abaixo a reportagem exibida no Jornal da TV Vitória: 




fonte: folhavitoria 





0

19/02/2014




vitoriaaparthospital


Quem necessitar de "hospital":
- Uma referência no ES - Brasil -







INSTITUTO DE SAÚDE E CIDADANIA



vitoriaaparthospital

Quem necessitar de "hospital":

- Uma referência no ES - Brasil -
0

14/02/2014

fonte: 
carcara-ivab


"Idoso aposentado que necessitar de assistênci​a permanente de outras pessoas tem 25% de acréscimo em seu benefício"

Com a colaboração de Gloriam Vanine Guenzburger.

Imagem inline 1


meuadvogado

Adicional de 25% para aposentados que necessitam de cuidador 24h

O TRF da 4ª Região concedeu adicional de 25% também para aposentado por idade que precisa de cuidador 24h. 



"Esse acréscimo só era possível, pela Lei, em casos           de  Aposentadoria por Invalidez."     


O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado no Rio Grande do Sul, concedeu em 27/08/2013 adicional de 25% no valor do benefício de um aposentado rural de 76 anos, que está inválido e necessitando de cuidador permanente. 


O relator da decisão, desembargador federal Rogério Favreto, considerou que o idoso tem o mesmo direito daqueles que se aposentam por invalidez e ganham o adicional quando necessitam de cuidadores.



Conforme determina o art. 45 do Decreto n. 3.048/99, os segurados do INSS que recebem o benefício da aposentadoria por invalidez (comum ou acidentária) e que necessitam de uma assistência permanente de outra pessoa, têm direito a receber um acréscimo de 25% sobre o valor de seu benefício.


A relação das situações que permitem      o    referido acréscimo está descrita no Anexo I do Decreto nº 3.048/99.                                   

São elas: 

- cegueira total; 
- perda de nove dedos das mãos ou superior a esta; 
paralisia dos dois membros superiores 
ou inferiores; 
- perda dos membros inferiores, 
acima dos pés, quando a prótese for impossível; 
- perda de uma das mãos e de dois pés, 
ainda que a prótese seja possível; 
- perda de um membro superior e outro inferior, 
quando a prótese for impossível; 

- alteração                                              
das faculdades       
mentais   
com grave perturbação da          
vida     
orgânica e social;              
doença que exija permanência     
contínua                       
no    
leito e incapacidade permanente 
para as atividades da vida diária.

"Essa relação, porém, não é taxativa, vez que outras situações podem levar o aposentado a necessitar de assistência permanente, o que pode ser constatado pela perícia."

O acréscimo é devido mesmo    
que o valor da aposentadoria     
atinja o limite máximo                 
previdenciário.                                       


O benefício é cessado com a morte do aposentado e o valor do acréscimo não é incorporado ao valor da pensão deixada aos dependentes.

A determinação se é devido ou não o acréscimo de 25% sobre o valor do benefício é constatada na perícia médica para a concessão da aposentadoria por invalidez, na qual o médico-perito, seguindo a legislação previdenciária, avaliará a necessidade ou não de assistência permanente ao segurado.

O Desembargador Rogério Favreto, em seu voto, ressaltou que o mesmo acréscimo deve ser concedido para aposentado por idade pelo princípio da isonomia. 

Apesar de o autor da ação ter se aposentado normalmente em 1993, hoje encontra-se em dificuldades, devendo ser beneficiado pela lei.

Para o desembargador, a Justiça não deve fazer diferença entre o aposentado por invalidez que necessita de auxílio permanente de terceiro e outro aposentado por qualquer modalidade de aposentadoria que passe a sofrer de doença que lhe torne incapaz de cuidar-se sozinho.

“Compreender de forma diversa seria criar uma situação absurda, exigindo que o cidadão peça a conversão ou transformação da sua condição de aposentado por idade e/ou tempo de contribuição por invalidez, com o objetivo posterior de pleitear o adicional de acompanhamento de terceiro”, argumentou.

Também afirmou em seu voto que “o julgador deve ter a sensibilidade social para se antecipar à evolução legislativa quando em descompasso com o contexto social, como forma de aproximá-la da realidade e conferir efetividade aos direitos fundamentais”.

O aposentado deverá receber o acréscimo retroativamente desde o requerimento administrativo, que foi em abril de 2011, com  juros e correção monetária.          


fonte: carcara-ivabf
0

fonte: 
carcara-ivab


"Idoso aposentado que necessitar de assistênci​a permanente de outras pessoas tem 25% de acréscimo em seu benefício"


Com a colaboração de Gloriam Vanine Guenzburger.

Imagem inline 1





Adicional de 25% para aposentados que necessitam de cuidador 24h













O TRF da 4ª Região concedeu adicional de 25% também para aposentado por idade que precisa de cuidador 24h








"Esse acréscimo só era possível, pela Lei, em casos             de          Aposentadoria por Invalidez."     










O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado no Rio Grande do Sul, concedeu em 27/08/2013 adicional de 25% no valor do benefício de um aposentado rural de 76 anos, que está inválido e necessitando de cuidador permanente. 









O relator da decisão, desembargador federal Rogério Favreto, considerou que o idoso tem o mesmo direito daqueles que se aposentam por invalidez e ganham o adicional quando necessitam de cuidadores.














Conforme determina o art. 45 do Decreto n. 3.048/99, os segurados do INSS que recebem o benefício da aposentadoria por invalidez (comum ou acidentária) e que necessitam de uma assistência permanente de outra pessoa, têm direito a receber um acréscimo de 25% sobre o valor de seu benefício.







A relação das situações que permitem      o    referido acréscimo está descrita no Anexo I do Decreto nº 3.048/99.                                   

São elas: 
cegueira total; 
perda de nove dedos das mãos ou superior a esta; 
paralisia dos dois membros superiores 
ou inferiores; 
perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível; 
perda de uma das mãos e de dois pés, 
ainda que a prótese seja possível; 
perda de um membro superior e outro inferior, 
quando a prótese for impossível; 

.alteração                                              das faculdades       mentais   com grave perturbação da          
vida     orgânica e social;              
doença que exija permanência     contínua                       no    leito e incapacidade permanente para as atividades da vida diária.


"Essa relação, porém, não é taxativa, vez que outras situações podem levar o aposentado a necessitar de assistência permanente, o que pode ser constatado pela perícia."

O acréscimo é devido mesmo    que o valor da aposentadoria     atinja o limite máximo                 previdenciário.                                       


O benefício é cessado com a morte do aposentado e o valor do acréscimo não é incorporado ao valor da pensão deixada aos dependentes.

A determinação se é devido ou não o acréscimo de 25% sobre o valor do benefício é constatada na perícia médica para a concessão da aposentadoria por invalidez, na qual o médico-perito, seguindo a legislação previdenciária, avaliará a necessidade ou não de assistência permanente ao segurado.

O Desembargador Rogério Favreto, em seu voto, ressaltou que o mesmo acréscimo deve ser concedido para aposentado por idade pelo princípio da isonomia

Apesar de o autor da ação ter se aposentado normalmente em 1993, hoje encontra-se em dificuldades, devendo ser beneficiado pela lei.

Para o desembargador, a Justiça não deve fazer diferença entre o aposentado por invalidez que necessita de auxílio permanente de terceiro e outro aposentado por qualquer modalidade de aposentadoria que passe a sofrer de doença que lhe torne incapaz de cuidar-se sozinho.

“Compreender de forma diversa seria criar uma situação absurda, exigindo que o cidadão peça a conversão ou transformação da sua condição de aposentado por idade e/ou tempo de contribuição por invalidez, com o objetivo posterior de pleitear o adicional de acompanhamento de terceiro”, argumentou.

Também afirmou em seu voto que “o julgador deve ter a sensibilidade social para se antecipar à evolução legislativa quando em descompasso com o contexto social, como forma de aproximá-la da realidade e conferir efetividade aos direitos fundamentais”.

O aposentado deverá receber o acréscimo retroativamente desde o requerimento administrativo, que foi em abril de 2011, com       juros e correção monetária.          


fonte: carcara-ivab f
0

06/02/2014



"Cuidadores de idosos: 

... profissão em alta que ganha espaço nas famílias

Muitos vão precisar de algum tipo de cuidado."

"Há uma demanda para esse tipo de trabalho à medida que aumenta a população de idosos no Brasil."

.



O IBGE calcula que, até 2050, 30% dos brasileiros serão idosos. 

Muitos vão precisar de algum tipo de cuidado. 

O país vai precisar de um profissional muito importante: o cuidador de idoso.

Adriana Menezes cuida há um ano de dona Amélia, que tem vários problemas de saúde e não pode andar. 

A cuidadora é também assistente de enfermagem e atende na casa da paciente.

“No olhar eu já conheco o que ela está sentindo, o que ela quer. Não só eu com ela, ela comigo, no olhar a gente já se entende”, a cuidadora Adriana Menezes.

Os cuidadores também têm um papel importante em instituições públicas e privadas para idosos. Eles complementam o trabalho de médicos e enfermeiros e com frequência reforçam ou até mesmo substituem o carinho da família.

Todo dia o engenheiro Paulo Cesar visita a mãe, de 91 anos, em uma casa para idosos. 

Ele reconhece que Dona Valquíria recebe uma atenção especial das cuidadoras que nem ele pode dar.

“Elas são treinadas para cuidar, tratar dela e se comunicar com ela. Sabem como se comunicar de uma maneira que eu não sabia em casa. Isso é o principal”, destaca o engenheiro Paulo Cesar Lopes.

A cuidadora é mais do que uma acompanhante e pode ou não ser uma enfermeira. Ela ajuda o idoso nas atividades do dia a dia, como alimentação e banho, e aprende a identificar os desejos do paciente.

Luciene Cassiano fez um curso para desenvolver sua vocação, que é a de cuidar com amor. “Tem de ter um carinho. Se não tiver carinho, não tem como, vai fazer um curso e vai ser cuidadora de idoso. Em primeiro lugar, a gente tem de ter o carinho”, explica a cuidadora.

A profissão é reconhecida pelo Ministério do Trabalho, mas ainda não está regulamentada pelo Conselho Federal de Enfermagem. Há uma demanda para esse tipo de trabalho à medida que aumenta a população de idosos no Brasil.
Segundo as projeções do IBGE, há cerca de 20 milhões de pessoas acima do 60 anos, o que representa 10,25% da população. 

De acordo com o Ministério da Saúde, quase quatro milhões de idosos dependem de algum tipo de cuidado. 

Em 2020, o percentual passaria para 13%. 

Vinte anos depois, o número de idosos pode ser de quase 24% e em 2050, quase 30% da população.

Dona Leopoldina é cheia de vida aos 100 anos. Quando veio morar na sua casa, há muito tempo, não andava direito. Hoje é independente na medida do possível, com a ajuda de quem cuida dela o tempo todo.

“É uma amiga qualificada. O cuidador se torna uma filha a mais”, observa a cuidadora Sueli de Oliveira. “Todas elas são filhas”, conta Dona Leopoldina.
0

03/02/2014

Hospital Santa Rita de Cássia - Vitória ES

Hospital Santa Rita de Cássia

 

 

https://maps.google.com.br/maps?oe=utf-8&client=firefox-a&ie=UTF-8&q=Hospital+Santa+Rita&fb=1&gl=br&hq=hospital+santa+rita&hnear=0xb83d5d85374ee9:0x97595e7ea70ed809,Vit%C3%B3ria+-+ES&cid=9363191092163106538&ei=KDfwUpy9O4XskQeO-IHADA&ved=0CJYBEPwSMAs





  • Hospital Santa Rita











  • Endereço: Rua Itobal Rodrigues de Campos, 1579 - Santos Dumont, Vitória - ES, 29040-091
    Telefone:(27) 3334-8000

  • www.santarita.org.br/
    Hospital Santa Rita de Cássia se destacou na edição do anuário IEL de 2013 ... Av. Marechal Campos 1579, Santa Cecília - Vitória - ES CEP: 29.043-260.


    Rua Itobal Rodrigues de Campos, 1579 - Santos Dumont, Vitória - ES, 29040-091(27) 3334-8000

     
    https://maps.google.com.br/maps?oe=utf-8&client=firefox-a&ie=UTF-8&q=Hospital+Santa+Rita&fb=1&gl=br&hq=hospital+santa+rita&hnear=0xb83d5d85374ee9:0x97595e7ea70ed809,Vit%C3%B3ria+-+ES&cid=9363191092163106538&ei=KDfwUpy9O4XskQeO-IHADA&ved=0CJYBEPwSMAs


     


     


    Trabalhe Conosco

    Trabalhe Conosco. Preencha o formulário abaixo para se ...

    História da Residência Médica


    A idéia de implantar o Programa de Residência Médica surgiu ...

    Convênio


    Convênios. Veja a lista abaixo para saber se podemos atendê ...

    Setores


    Setores. Visando melhor atendimento e funcionamento ...


    tags: Hospital Santa Rita de Cássia,Brasil,Vitória ES, endereço, telefone,saúde, hospital 
    0

    23/07/2013

    "Home Care" (Casa Cuidados)







    Cuidado em domicílio


    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

     












    Cuidado em domícilio, por vezes descrita em seu termo em inglês, home care, é uma especialização na área da saúde com uma visão bem diferente da hospitalocêntrica: ao invés do paciente ir até o hospital ser tratado, os profissionais de saúde vão até sua casa tratá-lo.

    Vantagens

    • O paciente é tratado fora do hospital e em contato com a família. Isso é bom, uma vez que o ambiente hospitalar, para muitos, não é confortável e causa estresse;
    • O paciente fica menos exposto aos riscos infectológicos existentes no âmbito hospitalar;
    • Melhora a "autonomia" do paciente;
    • Melhora a "privacidade" do paciente.
    • Diminui o custo do tratamento para o sistema de saúde.

    Público alvo

    Pacientes com patologias estáveis, quase sempre portadores de doenças crônicas, como doenças neurológicas degenerativas e músculo-esqueléticas. 

    Porém, o home care não pode ser visto apenas como uma alternativa para pacientes cronicos ou idosos, o home care deve ser visto como uma alternativa para todas as idades e patologias, contanto que o paciente esteja estável.

    Cuidados dispensados aos pacientes domiciliares

    O paciente recebe um tratamento similar ao dado em um hospital, com toda estrutura necessária para sua estabilidade no ambiente doméstico,
    como

    sonda,

    catéter,

    soroterapia,

    oxigenoterapia,

    dentre outros.

    É traçada uma rotina para o cuidado ao paciente envolvendo todas as suas necessidades básicas e avançadas.

    É um trabalho interdisciplinar e pode envolver

    médicos,

    enfermeiros,

    técnicos em enfermagem,

    psicólogos,

    fonoaudiologos,

    nutricionistas,

    fisioterapeutas,

    dentre outros.


    Durante a assistência

    é eleito pela família um cuidador

    (que pode ser contratado ou escolhido entre seus familiares)

    para ser treinado no auxilio do paciente para

    suas atividades de vida diária como

    alimentação,

    banho,

    transporte,

    utilização do banheiro

    e etc...

    Importância da Home Care


    O aumento da expectativa de vida nos últimos anos tem acarretado para o Brasil uma população cada vez mais idosa.

    O problema não é envelhecer, mas envelhecer sem qualidade.

    O Brasil não está se desenvolvendo paralelamente à população e isto está causando uma população idosa e sem saúde.

    A superlotação dos serviços de saúde é consequencial, assim como os problemas previdenciários.

    A Home Care vem auxiliar no tratamento aos pacientes crônicos e estáveis, e um dos objetivos é tirar o paciente do hospital, sendo que ele pode ser tratado em casa. 
    É menos custoso para o Serviço Público e menos incômodo para o paciente, que poderia passar meses ou anos num hospital, já que sua doença é crônica e/ou degenerativa.

    Disponibilidade de Home Cares no Brasil

    Apesar de todos esses benefícios, existem poucas home cares no Brasil, principalmente nas cidades do interior. 

    Com isso, os pacientes enchem os hospitais
    sendo que, na maioria das vezes, eles poderiam ser tratados em domicílio.

    Mas existem três pontos que justificariam essa não disponibilidade de Home Cares no mercado:
    • Os cursos de especialização encontram-se apenas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte;
    • Existem poucos profissionais especializados na área;
    • É algo novo na área da saúde, inclusive com poucas referências bibliográficas.



    Índice






    Telefone - Syscare - Sistema para Home Care
    Tel.: +55 (11) 4153-1075 | Acompanhe-nos!

    SysCare - Sistema para Home Care




    O Syscare – Sistema para Home Care é um sistema completo para gestão de Home Care, e foi desenvolvido com o objetivo de atender todas as necessidades dessa especialidade da área da Saúde, a qual possui uma série de especificidades, demandando um sistema de gestão que possa realizar o controle administrativo e integração das áreas da empresa ao mesmo tempo em que otimiza a operacionalização da atividade, melhorando a qualidade do atendimento médico domiciliar e maximizando os retornos esperados.
    Clique nos modulos abaixo para saber mais informações:


    SysCare - Prontuário Eletrônico - Home Care

    Prontuário Eletrônico

    Centraliza informações cadastrais, clínicas e terapêuticas do paciente, facilitando a consulta e alimentação de dados referentes a todos os períodos de internação do mesmo.
    SysCare - Farmácia - Home Care

    Farmácia

    Módulo completo para gerenciamento de estoque. Contempla desde o cadastro dos produtos comercializados até controles rígidos de fluxo de materiais e medicamentos, apurando e registrando valores de custo e venda.
    SysCare - Remoções - Home Care

    Remoções

    Módulo destinado ao cadastro e manutenção de frotas de ambulâncias, bem como ao controle das execuções de remoções.



    SysCare - Recursos Humanos - Home Care

    Recursos Humanos

    Gerenciamento completo do corpo profissional próprio e terceirizado, desde o cadastro destes até a remuneração e apuração de produtividade.
    SysCare - Mobilidade - Home Care

    Mobilidade

    Possibilidade de acesso às informações do paciente, manutenção de dados clínicos via web.
    SysCare - Funções Adicionais - Home Care

    Funções Adicionais

    Além dos módulos principais, o Syscare conta com diversos módulos clínicos e administrativos, que visam atender a totalidade da rotina operacional do Home Care.


    terceiraidaderepouso.


    0

    categorias

    -múltiplos países 2012 2013 2014 2015 97 anos abóbora acamados Ação acréscimo Afonso Cláudio alongamentos alta Alzheimer ambulância amendoim amor ano novo anti inflamatórios antioxidantes aposentado apostila arte assistência áudio autismo bem estar benefício blog brasil caipiras canela carboidratos casa CDI chave cidadania clínicas cmen colunas e blogs compartilhem comportamento concurso concursos contato contra cuidador cuidador da pessoa idosa cuidador de idosos cuidador é cuidadores cuidados cuidados especiais curiosidades demência denúncias dever dia das mães Dia dos Idosos dicas diHITT direito direitos direitos dos idosos direitos humanos direto divulguem documentos doença domicílio dona Júlia Dor Lombar dor nas costas educação emagrecer endereço enfrentamento ES espaço especiais Espírito Santo Estado Estatuto do Idoso evento exames exercícios facebook família famílias famosos farmácia magistral festas juninas filho Fisioterapia formação ganha garantias gengibre geriatria Globo repórter google Google AdSense Hebe Camargo história Home Care horário hospital Hospital Santa Rita de Cássia idade idosa idosas idoso Idoso/Estatuto idosos informática informatizada ingredientes internacional invalidez lei Lei n. 8.213/91 Lei reguladora benefícios Leis links links úteis local Lombalgia mães mais velha mandioca mapa médica medicina nuclear mensagem milho verde Ministério da Saúde mothers day 2015 mulher mulher mais velha multiple-countries múltiplos mundo natal necessitar notícias novembro paciente acamados pacientes pai pais País países papanicolau parada cardíaca Parcerias permanente peso pesquisa pessoa idosa pessoas Política de Privacidade povo previdenciários previne profissão profissões proteínas psicologia pyxy qualidade de vida recursos referência repouso resgate de acidentados responsabilidades sais minerais saúde seleção senil Serra simplicidade sistema sobre estatuto tecnologia telefone telefones terceira terceira envelhecimento terceira idade testes trabalho vagas veja velhice vida vídeo vídeos violação violência visitas vitalidade vitaminas Vitória vitória apart hospital Vitória-ES você youtube

    Google+ Badge

    Seguir por e-mail

    estatísticas

    Formulário de contato

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *

    Google+ Followers

    Translate

    arquivo

    on

    Seguidores

    "twitter-timeline"