Pesquisar

Mostrando postagens com marcador idosos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador idosos. Mostrar todas as postagens

13/12/2015






Dúvidas frequentes sobre Clínicas de Repouso para Idosos

Sabemos das dificuldades, principalmente emocionais, que norteiam a decisão de internar ou não um familiar idoso em uma clínica de repouso ou casa de repouso para idosos que necessita de cuidados especiais. Medos e duvidas se confundem, nos levando a questionar se a atitude a ser tomada será a mais correta para a qualidade de vida do idoso e seus familiares. A titulo de orientação básica, a equipe do CIAI responde as duvidas mais comuns que ocorrem entre os familiares. Os profissionais do CIAI estão à disposição para o esclarecimento de dúvidas através de contato telefônico ou agendamento de visita.

A decisão de internar uma pessoa em uma clinica de repouso deve ser da família, do idoso caso ele tenha condições, ou em conjunto?

Preferencialmente, a decisão deve ser tomada em conjunto oferecendo ao idoso a possibilidade de escolher ou não ir para aclinica de repouso ou casa de repouso para terceira idade. Porem, em caso de impossibilidade devido a condições clínicas, cabe à família tomar a decisão.

Quais os níveis de dependência que normalmente requerem internação?

Aqueles que impedem o idoso desempenhar suas funções de forma independente e segura e quando seus familiares não tenham condições de proporcionar cuidados profissionais específicos.

Normalmente, um idoso com grave dependência será melhor cuidado em uma clínica de repouso ou em casa?

Sem duvida, em uma clínica de repouso, onde o idoso terá também uma clínica geriátrica a sua disposição, uma equipe médica e de cuidados especializados durante 24 horas, fator determinante para uma boa reabilitação.

Em relação aos custos, um idoso com grave dependência gera mais gastos sendo tratado em casa ou em clínicas de repouso?

Acreditamos que os custos serão maiores em casa, local que exige investimentos elevados com equipamentos, serviços especializados, cuidado integral, além de adaptação do ambiente, fato que pode significar uma grande reforma dependendo da necessidade do paciente. A maioria destes serviços está incluída na mensalidade das clínicas de repouso que também se encarregam dos cuidados da parte de hotelaria.

O idoso se sente mais seguro e amparado quando tratado em uma clínica de repouso ou em casa? Por quê?

Devido aos cuidados específicos que os idosos demandam, asclínicas de repouso ou casa de repouso especializadas são as melhores opções de cuidado, oferecendo um ambiente profissional, humanizado e acolhedor que proporciona ao paciente uma maior sensação de segurança e bem estar.

É difícil o processo de adaptação em uma clinica de repouso? É importante a presença periódica da família para uma melhor adaptação?

Isso varia de idoso para idoso. È comum um estranhamento inicial, porém nem sempre a presença constante dos familiares fará com que a adaptação seja suficientemente boa. De forma geral, um planejamento interdisciplinar é capaz de definir os cuidados iniciais mais adequados para o idoso.

O que a família pode fazer para contribuir para uma melhor adaptação do idoso?

É importante a família estar presente sem, no entanto, interferir no plano terapêutico e clinico traçado para o idoso.

Quais as dicas para a família escolher uma clínica de repouso idônea e confiável?

Obter informações quanto à regularização nos órgãos competentes, procurar referencias em relação à equipe médica responsável, observar a infra-estrutura disponível e capacidade de atendimento dos diversos níveis de cuidados e necessidades do idoso.

Quais as perguntas-chave que a família deve fazer ao visitar as clínicas de repouso?

  • Quais profissionais compõem a equipe médica?
  • Qual a rotina proposta ao idoso?
  • Quais as atividades oferecidas?
  • Como é realizada a avaliação clínica?
  • Em caso de emergências, qual suporte oferecido pela clínica?
  • Quais especialidades compõem o quadro técnico da clínica?
  • A clinica possui convênios com quais tipos de serviços? (remoção médica, com outros profissionais de saúde, cuidados especializados).

Durante as visitas para conhecer instalações, quais detalhes devem ser observados?

Os principais detalhes a serem observados são a limpeza e cuidados dos dormitórios onde os idosos residem, os ambientes de convívio coletivo, se possuem instalações que seguem normas de acessibilidade, a aparência dos residentes em relação aos cuidados pessoais, além dos procedimentos médicos e terapêuticos praticados.

As famílias devem conversar com internos e seus familiares para colher mais informações sobre a clínica de repouso?

Sem duvida, a conversa com internos e seus familiares é outra excelente opção para a obtenção de informações adicionais.

Quais as atividades/serviços básicos que toda clínica de repouso de qualidade deve oferecer?

Locais de transito pessoal e coletivo dotados de acessibilidade, uma rotina composta  de atividades que visem o bem estar biopsicosocial dos idosos (atividades físicas,  estimulação cognitiva, inserção social, lazer, etc), serviços para cuidado pessoais e de beleza (dentistas, manicure, podólogo, cabeleireiro, etc), cardápios e dietas elaborados por nutricionista adequados para diferentes necessidades e faixas etárias.

Qual a melhor maneira de saber se o idoso tem recebido bom tratamento na clínica de repouso onde esta internado?

A melhor forma de saber sobre o tratamento deste idoso é a participação familiar cotidiana, observando o estado físico e emocional e a aparência do paciente, além de procurar sempre orientação e informações sobre as condutas clínicas adotadas.

fonte: ciai





0

11/10/2015





Alongamentos
para idosos são chave 


contra o envelhecimento


Prática de alongamentos para idosos ajuda a manter a forma física na 


terceira idade.



A população de idosos está crescendo no Brasil e no mundo. Com o aumento da expectativa de vida, houve também um aumento da população de pessoas de maior idade que estão sentindo a necessidade de seguir um programa adequado de atividades físicas para a manutenção da saúde.
alongamentos-para-idosos
Alongamentos para idosos aumentam a qualidade de vida. Foto: Shutterstock
A atividade física na terceira idade tem sido considerada um importante componente de um estilo de vida saudável, devido particularmente à sua associação com diversos benefícios para a saúde física e mental. E é por isso que muitas pessoas vêm apostando em uma terceira idade de maior qualidade de vida, por meio de práticas como a de alongamentos para idosos.
Ao contrário do que se pensa, é extremamente recomendado que alongamentos para idosossejam adotados, visto que eles auxiliam no estímulo corporal até mesmo de quem já apresenta musculatura debilitada para a execução de atividades aeróbicas e de musculação.

Importância dos alongamentos para idosos

A importância dos alongamentos para idosos ocorre principalmente devido ao fato de que, com o tempo, tem-se uma perda significativa de todas as capacidades motoras, tais como: flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora, força, além de uma grande perda da massa muscular e óssea resultando assim em um aumento da gordura corporal.
Os alongamentos para idosos são um elemento indispensável, uma vez que auxiliam nesse processo de retardo do envelhecimento. Além disso, proporcionam os benefícios já conhecidos da prática de exercícios físicos, como uma potencialização da sensação de autonomia e bem-estar.
Esse bem-estar não é apenas físico, mas também psicológico. Além disso, os alongamentos estimulam o metabolismo da pessoa, bem como auxiliam no processo de combate a inflamações, melhora capacidades funcionais e também cognitivas.
Esse apanhado de benefícios, por ainda ser somado ao aprimoramento das qualidades que permitem realizar conforto e independência nas atividades diárias, possibilitam também ummelhor convívio social, melhor interação para desenvolver atividades culturais e recreativas e envolvimentos em projetos para idosos potencializando assim um envelhecimento ativo.

Alongamentos para idosos na rotina diária

No entanto, assim como nos demais exercícios físicos, a prática de alongamentos para idososdeve ser algo que traga prazer e satisfação. Também é importante que seja adicionada à rotina diária para assim ser praticada com regularidade.
Se possível, consulte um profissional de educação física e faça as atividades de forma supervisionada. Também é importante optar por roupas confortáveis, calçados adequados, em academias, clubes, ao ar livre e dentro do limite individual de cada um.
Em especial na terceira idade, os alongamentos são de grande importância, uma vez que previnem lesões e geram ganho de amplitudes dos idosos. Por isso, é fundamental para a saúde e bem-estar do idoso que os alongamentos sejam priorizados durante o programa de exercícios.
Além da supervisão de um profissional de educação física, é de extrema importância que, antes da adoção de qualquer exercício físico, um médico seja consultado para a realização de exames, para controles nutricionais, e de ordem fisiológicas, tais como diabetes, colesterol, triglicérides, tireóide, hormonais, doenças cardíacas.
Manter-se supervisionado por profissionais é um passo importante para manter a saúde e a qualidade de vida por mais tempo, e assim, envelhecer com mais saúde e vigor.
E você coloca em prática o alongamento para idosos? Deixe um comentário!



fonte:  vivomaissaudavel


0

29/07/2014

"Exercícios intensos de 6s 'melhoram saúde de idosos', diz pesquisa"

Estudo sugere que treinos intensos reduzem pressão sanguínea e podem ser tão eficientes quanto exercícios mais longos.



Da BBC


Pesquisa Escócia (Foto: BBC) 
Exércicios podem melhorar saúde dos idosos
(Foto: BBC)

Pesquisadores da Escócia descobriram que seis segundos de exercícios físicos intensos podem transformar a saúde de idosos, ao reduzir a pressão sanguínea e melhorar o condicionamento geral ao longo do tempo.

Esta modalidade de treinamentos curtos, de alta intensidade, tem atraído cada vez mais seguidores, prometendo alguns dos mesmos benefícios que os exercícios convencionais, mas em um tempo muito menor.

O estudo piloto da Universidade de Abertay testou a hipótese em 12 aposentados. O grupo realizou exercícios intensos de bicicleta duas vezes por semana durante duas semanas.

Após os exercícios, os participantes reduziram sua pressão arterial em 9%, aumentaram a sua capacidade pulmonar e acharam mais fácil realizar atividades do dia-a-dia, como levantar-se de uma cadeira ou levar o cachorro para passear.

"Eles não foram excepcionalmente rápidos, mas para alguém dessa idade, foram", disse o coordenador do estudo, John Babraj.

"Muitas doenças estão associadas com o comportamento sedentário - como doenças cardiovasculares e diabetes - mas se mantivermos as pessoas ativas e funcionando, poderemos reduzir o risco (dessas doenças)."
Os resultados foram detalhados na publicação da Sociedade Americana de Geriatria, Journal of the American Geriatrics Society.

Seguro?
 
O estudo adotou a abordagem que advoga por explorar os limites do corpo durante apenas alguns segundos, em vez de gastar mais tempo em uma corrida de meia hora ou pedalar por alguns quilômetros.


Alguns especialistas argumentam que o treinamento curto e intenso é mais seguro do que o exercício convencional. Nestes últimos, taxas mais altas de batimentos cardíacos e pressão arterial podem levar a ataques cardíacos e derrames.

Babraj disse que corridas por longos tempos "colocam uma pressão maior sobre o coração em geral".
Já o método intenso pode ajudar a reduzir os custos "astronômicos" dos problemas de saúde em idosos, disse ele.

"Temos uma com alta média etária, e se não a incentivarmos a ser ativa, a carga econômica disso será astronômica."
Os exercícios usados na pesquisa podem ser realizados em casa, desde que os interessados procurem aconselhamento médico de antemão, segundo o acadêmico.

Mais de 10 milhões de pessoas no Reino Unido - de uma população total de 63 milhões - têm mais de 65 anos de idade, e esse número tende a aumentar.

No Brasil, há cerca de 14,9 milhões de pessoas nesta faixa etária, segundo o IBGE. O órgão prevê que essa fatia da população atingirá 58,4 milhões em 2060.

Especialistas consultados pela BBC elogiaram que o estudo tenha destacado os benefícios do exercício físico em qualquer idade.

"O estudo desafia a suposição de que tipo de exercício é correto na velhice", disse o secretário-honorário da Sociedade Britânica de Geriatria, Adam Gordon.

"A mensagem geral é que 

você nunca está velho demais,           

frágil demais                                         

ou doente demais                               

para                                                    

se beneficiar de exercícios,            

desde que                                       

sejam escolhidos com cuidado."


 




tópicos:
fonte: G1
0

06/02/2014



"Cuidadores de idosos: 

... profissão em alta que ganha espaço nas famílias

Muitos vão precisar de algum tipo de cuidado."

"Há uma demanda para esse tipo de trabalho à medida que aumenta a população de idosos no Brasil."

.



O IBGE calcula que, até 2050, 30% dos brasileiros serão idosos. 

Muitos vão precisar de algum tipo de cuidado. 

O país vai precisar de um profissional muito importante: o cuidador de idoso.

Adriana Menezes cuida há um ano de dona Amélia, que tem vários problemas de saúde e não pode andar. 

A cuidadora é também assistente de enfermagem e atende na casa da paciente.

“No olhar eu já conheco o que ela está sentindo, o que ela quer. Não só eu com ela, ela comigo, no olhar a gente já se entende”, a cuidadora Adriana Menezes.

Os cuidadores também têm um papel importante em instituições públicas e privadas para idosos. Eles complementam o trabalho de médicos e enfermeiros e com frequência reforçam ou até mesmo substituem o carinho da família.

Todo dia o engenheiro Paulo Cesar visita a mãe, de 91 anos, em uma casa para idosos. 

Ele reconhece que Dona Valquíria recebe uma atenção especial das cuidadoras que nem ele pode dar.

“Elas são treinadas para cuidar, tratar dela e se comunicar com ela. Sabem como se comunicar de uma maneira que eu não sabia em casa. Isso é o principal”, destaca o engenheiro Paulo Cesar Lopes.

A cuidadora é mais do que uma acompanhante e pode ou não ser uma enfermeira. Ela ajuda o idoso nas atividades do dia a dia, como alimentação e banho, e aprende a identificar os desejos do paciente.

Luciene Cassiano fez um curso para desenvolver sua vocação, que é a de cuidar com amor. “Tem de ter um carinho. Se não tiver carinho, não tem como, vai fazer um curso e vai ser cuidadora de idoso. Em primeiro lugar, a gente tem de ter o carinho”, explica a cuidadora.

A profissão é reconhecida pelo Ministério do Trabalho, mas ainda não está regulamentada pelo Conselho Federal de Enfermagem. Há uma demanda para esse tipo de trabalho à medida que aumenta a população de idosos no Brasil.
Segundo as projeções do IBGE, há cerca de 20 milhões de pessoas acima do 60 anos, o que representa 10,25% da população. 

De acordo com o Ministério da Saúde, quase quatro milhões de idosos dependem de algum tipo de cuidado. 

Em 2020, o percentual passaria para 13%. 

Vinte anos depois, o número de idosos pode ser de quase 24% e em 2050, quase 30% da população.

Dona Leopoldina é cheia de vida aos 100 anos. Quando veio morar na sua casa, há muito tempo, não andava direito. Hoje é independente na medida do possível, com a ajuda de quem cuida dela o tempo todo.

“É uma amiga qualificada. O cuidador se torna uma filha a mais”, observa a cuidadora Sueli de Oliveira. “Todas elas são filhas”, conta Dona Leopoldina.
0

13/06/2013




Ação previne violência contra idosos

João Paulo Machado
13/06/2013
Ação previne violência contra idosos
Até sábado (15), será promovida, 
em Belém, 

"Semana de Enfrentamento 
à Violência 
Contra Pessoa Idosa"


fonte: 
ebc
 

2

10/12/2012

 Denúncias de violação a direitos dos idosos triplicam em 2012




Denúncias de violação a direitos dos idosos triplicam em 2012




Thais Leitão  
 Repórter da Agência Brasil Brasília -

As denúncias de violação de direitos humanos contra idosos registradas pelo Disque 100 entre janeiro e novembro deste ano aumentaram 199%, na comparação com o mesmo período de 2011. De acordo com o balanço divulgado hoje (10) pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), esses casos saltaram de 7.160 no ano passado para 21.404 em 2012. A ministra da SDH, Maria do Rosário, disse que a triplicação dos casos pode ser explicada, em parte, pela introdução recente desse tipo de registro no sistema. Somente a partir de 2011 é que o Disque 100 passou a contabilizar as denúncias de violação de direitos humanos dos idosos. 'Com isso, passamos a ter um levantamento de questões que não tínhamos anteriormente', disse. 

De acordo com a ministra , a situação dos idosos no país exige uma atenção especial porque, diferentemente do que ocorre em relação às crianças, que contam com o apoio dos conselhos tutelares, os idosos não têm uma rede especializada de assistência. 'Estamos trabalhando para fomentar mais delegacias especializadas e o apoio por meio dos sistemas de assistência social. Uma vez que não temos uma rede de conselhos como temos para crianças, devemos ter uma rede protetiva por meio das polícias [que devem ficar] mais atentas, [de serviços] socioassistenciais e de saúde', explicou. 

 Maria do Rosário enfatizou que a questão é agravada porque, na maioria das vezes, as violações de direitos dos idosos são denunciadas por terceiros. 

'Em geral, elas são praticadas por parentes e a tendência é que os idosos queiram protegê-los', acrescentou. 

Ao todo, o Disque 100 recebeu, de janeiro e a novembro deste ano, 155.336 denúncias - 77% a mais do que no mesmo período de 2011 (87.764).
 Edição: Davi Oliveira 




fonte:
noticias



0

categorias

-múltiplos países 2012 2013 2014 2015 97 anos abóbora acamados Ação acréscimo Afonso Cláudio alongamentos alta Alzheimer ambulância amendoim amor ano novo anti inflamatórios antioxidantes aposentado apostila arte assistência áudio autismo bem estar benefício blog brasil caipiras canela carboidratos casa CDI chave cidadania clínicas cmen colunas e blogs compartilhem comportamento concurso concursos contato contra cuidador cuidador da pessoa idosa cuidador de idosos cuidador é cuidadores cuidados cuidados especiais curiosidades demência denúncias dever dia das mães Dia dos Idosos dicas diHITT direito direitos direitos dos idosos direitos humanos direto divulguem documentos doença domicílio dona Júlia Dor Lombar dor nas costas educação emagrecer endereço enfrentamento ES espaço especiais Espírito Santo Estado Estatuto do Idoso evento exames exercícios facebook família famílias famosos farmácia magistral festas juninas filho Fisioterapia formação ganha garantias gengibre geriatria Globo repórter google Google AdSense Hebe Camargo história Home Care horário hospital Hospital Santa Rita de Cássia idade idosa idosas idoso Idoso/Estatuto idosos informática informatizada ingredientes internacional invalidez lei Lei n. 8.213/91 Lei reguladora benefícios Leis links links úteis local Lombalgia mães mais velha mandioca mapa médica medicina nuclear mensagem milho verde Ministério da Saúde mothers day 2015 mulher mulher mais velha multiple-countries múltiplos mundo natal necessitar notícias novembro paciente acamados pacientes pai pais País países papanicolau parada cardíaca Parcerias permanente peso pesquisa pessoa idosa pessoas Política de Privacidade povo previdenciários previne profissão profissões proteínas psicologia pyxy qualidade de vida recursos referência repouso resgate de acidentados responsabilidades sais minerais saúde seleção senil Serra simplicidade sistema sobre estatuto tecnologia telefone telefones terceira terceira envelhecimento terceira idade testes trabalho vagas veja velhice vida vídeo vídeos violação violência visitas vitalidade vitaminas Vitória vitória apart hospital Vitória-ES você youtube

Google+ Badge

Seguir por e-mail

estatísticas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Translate

arquivo

on

Seguidores

"twitter-timeline"